domingo, 10 de novembro de 2019

Confira a movimentação deste domingo no Moda Center


Até o dia 30 dezembro, o Moda Center Santa Cruz está realizando suas feiras aos domingos e segundas, das 6h às 18h. A alta temporada atrai clientes em busca de novidades, especialmente para abastecer as lojas para as festas de fim de ano.

Estima-se que neste domingo aproximadamente 90 mil pessoas tenham passado pelo centro de compras. Esse número tende a crescer, podendo chegar a até 150 mil por feira, especialmente no início do mês de dezembro.

Confira as imagens deste domingo:























sexta-feira, 8 de novembro de 2019

Exposição retrata a história da “Feira da Sulanca” em Santa Cruz do Capibaribe


A partir do próximo domingo (10), será realizada, no hall de entrada do Museu da Sulanca, no Moda Center Santa Cruz, uma exposição sobre a história e evolução das feiras de confecções em Santa Cruz do Capibaribe. Trata-se da exposição “Nós Sulanca”, um olhar diferenciado sobre as personalidades e o empreendedorismo no município nas últimas décadas.



Idealizada pelo estudante de biblioteconomia, Adelmo Teotônio (curador da exposição), a exposição conta com diversos depoimentos, fotos, esculturas e outras peças que fazem parte dessa evolução; acervo que, como ele mesmo conta, foi reunido com muito carinho ao longo de três meses de pesquisas.


“É uma exposição que reconta essa história, que traz a voz para personalidades desse momento histórico e faz um paralelo entre a palavra ‘Nós’, como sendo esse cruzamento de histórias, fatos e memórias coletivas; com o nome ‘Sulanca’, que está em nossas raízes, no nosso DNA de empreender. Esse acervo é uma forma de trazer à tona as memórias dessas personalidades, sejam elas carroceiros, costureiras, vendedores e outras pessoas que fazem parte de tudo isso”, pontuou.

Localizado no Centro de Eventos do Moda Center, o Museu da Sulanca é um espaço projetado para contar a história da economia confeccionista do agreste, desde o seu surgimento. A exposição “Nós Sulanca” estará aberta à visitação pública, de domingo a terça-feira, até o dia 10 de dezembro. Excursões e escolas devem agendar a visita pelo número: (81) 3759-1000 ou pelo e-mail museu@modacentersantacruz.com.br.





quinta-feira, 7 de novembro de 2019

Operação Têxtil 2019, de reforço à segurança na temporada de final de ano, é lançada no Moda Center



O mês de novembro é marcado pelo início do período mais importante do ano para o comércio de artigos de moda e vestuário no Polo de Confecções de Pernambuco. É nele que se tem o maior registro de compradores de vários estados que se dirigem aos parques de feiras sediados nas cidades de Santa Cruz do Capibaribe, Toritama e Caruaru. Com objetivo de reforçar a segurança de milhares de clientes e comerciantes desses centros no período, foi lançada a terceira edição da Operação Têxtil.




O lançamento da operação, que integra efetivos e grupamentos das polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros e Guardas Municipais, aconteceu no Centro de Eventos do Moda Center e contou com várias autoridades, entre elas os prefeitos Edilson Tavares (MDB - Toritama); Edson Vieira (PSDB - Santa Cruz do Capibaribe); Ivanildo Lero (PR - Taquaritinga do Norte) e Antônio de Roque (MDB - Jataúba), além dos deputados estaduais Alessandra Vieira (PSDB), Diogo Moraes (PSB) e Erick Lessa (PR).

Também estiveram presentes vereadores, secretários de governo, o titular da delegacia municipal de Polícia Civil, delegado Flaubert Queiroz, o supervisor regional da polícia científica em Caruaru, Esmar Bruno, o Secretário Executivo de Defesa Social de Pernambuco, Humberto Freire e o Síndico do Moda Center, José Gomes Filho. Este último, durante sua fala, ressaltou a importância das ações que serão realizadas.


“Quando nosso governador tem um olhar diferente, temos que agradecer e isso mostra o quão pujante é essa região, que precisamos de apoio. Batemos à porta da SDS várias vezes e, graças a Deus, essa Operação Têxtil virou rotina e isso é muito importante para nossa economia. Não só nós precisamos dessa segurança, mas também nossos compradores. Nós cobramos, mas também agradecemos a todas as pessoas e entidades envolvidas”, pontuou o síndico.


Autoridades cobram mais frequência da Operação Têxtil

Os prefeitos de Toritama e Santa Cruz do Capibaribe, além dos deputados Alessandra Vieira e Erick Lessa, ressaltaram a importância da operação.  Porém, cobraram para que esta aconteça de forma permanente ou, pelo menos, nos dois períodos de aquecimento do comércio, que compreendem os meses de maio e junho e novembro e dezembro.


“Gostaria de fazer um pedido: que esse nosso trabalho, que fazemos com brilhantismo nesse final de ano em termos uma feira mais segura e forte com esse aparato, que pudéssemos fazer disso como uma ação permanente, para que possamos ter um ambiente de compras nos melhores moldes”, destacou Edilson Tavares.


“Vamos produzir mais de 800 milhões de peças só em 2019, mais de R$ 5 bilhões em riquezas. Esse polo precisa ser protegido e o processo de segurança pública é importante para que essas pessoas possam desenvolver essa economia, mesmo neste momento de crise. Faço coro aos que pedem esse suporte da segurança dessa Operação Têxtil o ano todo, ou pelo menos, também no período junino”, frisou Erick Lessa.


“Quero falar de minha ida na SDS no começo deste ano, para que se reforçasse essa segurança nos meses de maio e junho. Ele (o secretário) disse, naquele momento, que não teria mais como, porém, deixamos registrado para que, em 2020, fosse iniciada essa operação também nos meses de maio e junho. Precisamos do reforço semanalmente, pois só aqui no Moda Center e Calçadão, são mais de 50 mil pessoas trabalhando na feira, fora aqueles quem vêm comprar. Elas precisam ter segurança”, disse Alessandra.


“Não poderia deixar de participar desse momento e parabenizar a todos que fazem parte da segurança pública não só aqui, mas nas demais cidades e em todo o Estado. Estamos no apoio a esses parceiros e, neste momento em que lançamos mais essa operação, mesmo sabendo das dificuldades financeiras que existem, peço para que possamos ter esse reforço também no meio do ano”, reafirmou Edson Vieira.


Secretário da SDS destaca quantitativo de homens para Operação Têxtil

Pouco tempo depois, coube ao secretário Humberto Freire destacar os efetivos que farão parte da terceira Operação Têxtil. De acordo com ele, serão mais de 1.700 homens atuando nos meses de novembro e dezembro em várias frentes, indo desde o apoio tático-aéreo em conjunto com as operações em terra, o reforço nas equipes através da compra de folgas por meio do Programa de Jornada Extra de Segurança (PJES) e uma Delegacia Móvel de Polícia Civil, já em funcionamento no Moda Center. Ele ressaltou números da diminuição da criminalidade do estado e a importância de mais essa ação.


“Em 2017 lançamos o primeiro ano da Operação Têxtil e quem vê ela acontecendo pode não conhecer o quanto é difícil tirá-la do papel. Temos que planejar, buscar recursos mesmo em tempos de crise, mas temos um governador que tem como prioridade a segurança. Estamos com quase 24 meses na redução de homicídios e o 26º na redução de crimes contra o patrimônio, graças ao investimento em novos profissionais e, ano a ano, temos apresentado resultados positivos. Desde o início de novembro, estamos fazendo essa terceira edição, que conta com 646 policiais militares, 174 policiais civis, 120 da polícia científica e 300 do Corpo de Bombeiros Militar, além de 90 homens do grupamento tático-aéreo da SDS. O resultado disso vocês conhecem na prática, com a diminuição dos índices de criminalidade”, pontuou.


Diogo Moraes ressalta união de municípios em torno da Operação Têxtil

Principal representante político da base governista no evento, o deputado ressaltou a união entre municípios no esforço às ações de segurança desencadeadas com a operação.


“Ela acabou com os bairrismos que existiam entre Santa Cruz e Caruaru, além de trazer as cidades de Jataúba, Vertentes e Taquaritinga do Norte. Segurança pública tem que ser tratada de forma apolítica e com responsabilidade como temos tratado. Fico muito feliz nesta terceira edição, de ela estar integrada ao calendário oficial de segurança, para que possamos trazer os números reais dessa queda da criminalidade. Com esse início de operação, tenho certeza que, ao final, tudo dará certo e o povo é que sairá ganhando”, concluiu.

terça-feira, 5 de novembro de 2019

Moda Center investirá mais de 5 milhões de reais em infraestrutura


Nos próximos meses, o Moda Center Santa Cruz fará mais um importante investimento em infraestrutura. Mais de 5 milhões de reais já estão garantidos para melhorar os serviços oferecidos pelo maior centro atacadista de confecções do Brasil.

Com a realização do leilão extrajudicial de 11 lojas, ocorrido na tarde desta terça-feira (5), no Centro de Eventos do Moda Center, o centro de compras receberá R$ 5.340.000,00 (cinco milhões, trezentos e quarenta mil reais), que serão investidos em diversas ações de melhorias, como a construção de um centro operacional, que vai centralizar os principais serviços oferecidos pelo parque em um único local; adequação do sistema elétrico, incluindo a aquisição de novos geradores para substituição dos antigos; adequação do projeto contra incêndios; manutenção da cobertura do parque; melhoria do sistema de monitoramento; e reforma dos banheiros.

O pregão, na modalidade presencial, foi conduzido pelo leiloeiro Diogo Martins, da empresa Inova Leilão, com sede na capital pernambucana. Além do púbico de investidores, o evento teve a participação do síndico José Gomes Filho e membros da diretoria do parque. 


Iniciado às 15h, conforme previsto em edital, o pregão durou pouco menos de uma hora e todas as lojas, avaliadas entre R$ 360 mil e R$ 650 mil, foram arrematadas em seus lances mínimos.


“Aqui é um ponto fora da curva. Tomando como exemplo leilões no Brasil inteiro, onde chegamos a vender com valores de 50 a 60% de sua avaliação, e quando se vende, chegamos aqui e vendemos tudo por 100%, mesmo muita gente dizendo que não venderia, que estava caro demais. Conseguimos alcançar esses lances previstos e, neste momento, estou muito feliz por fazer parte dessa história, nesse empreendimento que é uma referência para o país”, pontuou Diogo.

O síndico José Gomes Filho ressaltou a importância dos investimentos que serão realizados com os recursos levantados no leilão.


“Esse leilão, apesar de rápido, ficou dentro do esperado. Tínhamos feito todo o levantamento e essas lojas foram arrematadas de forma muito justa. Vamos agora dar prosseguimento para que essas melhorias no Moda Center sejam realizadas e, quanto às demandas mais urgentes, estão o sistema elétrico, que está deficitário, e Centro Operacional, que reunirá todos os serviços prestados pelo parque em um só lugar", concluiu.



Confira a lista de lojas que foram leiloadas e seus respectivos lances mínimos:

Setor Azul
- Loja 17, bloco Central, arrematada por R$ 500 mil.

Setor Laranja
- Loja 16, bloco central, arrematada por R$ 600 mil.
- Loja 17, bloco central; loja de esquina, arrematada por R$ 650 mil.

Setor Vermelho
- Loja 16, bloco central, arrematada por R$ 480 mil.
- Loja 17, bloco central; loja de esquina, arrematada por R$ 500 mil.

Setor Verde
- Loja 16, bloco central, arrematada por R$ 500 mil.
- Loja 17, bloco central; loja de esquina, arrematada por R$ 550 mil.

Setor Amarelo
- Loja 19, bloco central, arrematada por R$ 380 mil.
- Loja 20, bloco central; loja de esquina, arrematada por R$ 420 mil.

Setor Branco
- Loja 19, bloco central, arrematada por R$ 360 mil.
- Loja 20, bloco central; loja de esquina, arrematada por R$ 400 mil.



Professores de Moçambique, Portugal e Curitiba visitam o Moda Center


Neste domingo (3), o Moda Center Santa Cruz recebeu a visita de uma comitiva composta por cinco professores universitários. Quatro deles estiveram no centro de compras pela primeira vez, em razão de um convite da professora e doutora pela Universidade de Pernambuco (UPE), Débora Quetti, que na última sexta-feira (1°) lançou em Santa Cruz um livro sobre políticas, práticas educativas e tecnologias na educação, obra da qual eles também são coautores.

Durante a visita, os professores Célio Rodrigues Leite, Vera Regina Pereira (ambos de Curitiba), Élia Sousa Alves (da Universidade do Minho – Portugal) e Dionísio Tumbo (da Universidade Pedagógica de Moçambique) conheceram algumas das instalações do Moda Center.

No Centro Administrativo, eles foram recepcionados pelo gerente geral George Pinto, que apresentou a evolução e curiosidades sobre a feira e o Moda Center, este último que comemoro no último dia 7 de outubro 13 anos de funcionamento.


Em seguida, a comitiva se dirigiu ao Museu da Sulanca, onde foi recepcionada pelo graduando em História, Gabriel Sousa. Lá, eles conheceram o acervo do local, que conta com várias peças que remontam a evolução da produção de confecções no município, além de alguns detalhes da exposição “Nós Sulanca”, que poderá ser conferida pelo público visitante no período de 10 de novembro a 10 de dezembro.



Finalizando a visita, os professores realizaram um pequeno tour pela feira. Em pouco mais de duas horas, realizaram compras, conversaram com condôminos e puderam ouvir do jornalista e assistente de marketing Thonny Hill algumas curiosidades e informações sobre o modelo de produção adotado pela maioria dos pequenos e médios empreendedores.





“Fiquei bastante impressionado. Nunca tinha visto um empreendimento majestoso como esse, de pessoas receptivas e de muita paciência em nos apresentar as suas bancas de negócios. Os preços são ótimos, fiz um leque de escolhas que fiquei surpreendido. Nunca tinha ouvido falar desse grande centro comercial e, efetivamente, é algo que merece o conhecimento a nível mundial”, frisou Dionísio.

"O Moda Center é magnífico. Aqui é tudo muito grande e foi difícil decidir o que escolher dada a variedade que vocês têm. Estou levando algumas recordações daqui já para casa e acho ótimo ver que, quando as pessoas se unem em grupo, se tornam mais fortes. As pessoas começaram aqui nas ruas do centro e decidiram expandir isso, o que fez com que todos saíssem beneficiados. Quando estive em Recife, já me disseram que, para comprar roupas, era mesmo aqui”, pontuou Élia.


“Levo daqui uma impressão mais do que positiva. Tive a oportunidade de passear por aqui e gostei, pois tive a alegria em ver que tantos postos de trabalho são ocupados por essa população e isso faz a grande diferença. Eu volto para Curitiba feliz, por ter conhecido esse cantinho do Brasil que agora passo a gostar ainda mais”, destacou Célio.


“Durante o lançamento de nosso livro, surgiu essa curiosidade deles em conhecer um pouco da nossa cultura e eu acredito que aqui, no Moda Center, conseguimos caracterizar isso e foi o que eles viram, seja no museu que trouxe as bases de nossa história e aqui no parque. Para mim, é um orgulho, um prazer apresentar esse Polo de Confecções e, em especial, o Moda Center, porque aqui traz a história de luta do povo nordestino. Mesmo em um espaço tão árido, tão seco, inicialmente subsistíamos, mas agora existimos e temos um polo posto nacionalmente e internacionalmente. Aqui representa a nossa força”, comemorou Débora. 

A comitiva segue a partir desta segunda-feira (4) para a cidade de Garanhuns, onde os professores serão palestrantes do Congresso Nacional de Educação, que acontece no campus da Universidade de Pernambuco (UPE), de 6 a 8 deste mês.