sábado, 28 de julho de 2018

Desfiles conceituais e palestra de Ronaldo Fraga marcam o segundo dia do Estilo Moda Pernambuco


Fotos: Fox Flash Studio

A moda vai além do vestir. É arte, é ideia, é expressão. E nesta sexta (27), na segunda noite do Estilo Moda Pernambuco, que vai até esta segunda (30) no Moda Center Santa Cruz, esse conceito foi fortalecido para os presentes.  O estilista Ronaldo Fraga, um dos maiores nomes da moda nacional e destaque internacionalmente, apresentou a palestra “Moda: bandeiras para o vestir”, onde abordou a multiplicidade da moda. “Ela é um vetor diverso, que engloba história, política, economia. E, por isso, dentro dela não existe apenas um formato de negócio”, afirmou.

Ele destacou que a produção de confecções precisa se reinventar. “Ninguém precisa comprar roupa. Temos roupas produzidas para uns 300 anos. Mas a gente precisa do novo, e por isso é importante pensar além da peça, da loja. A moda está pedindo pelo amor de Deus para a gente libertá-la da roupa”, pontuou. O mineiro deu como exemplo o seu Grande Hotel Ronaldo Fraga, espaço que reúne moda e gastronomia. “Lá você encontra uma boa comida, um bom vinho, e até uma boa roupa. É um lugar que proporciona uma experiência”.

Ronaldo ressaltou ainda a necessidade de se investir na diversidade. “A gente tem feito isso muito mal, é preciso humanizar o processo, pensar em todos os corpos. A representatividade é de extrema importância”. Para o estilista, é fundamental trazer mágica para o que é feito, “mas a mágica da vida real. Aquele padrão da modelo magérrima já não serve mais, as pessoas querem se ver, se reconhecer”.




Responsável por abrir a noite, Jorge Feitosa apresentou a coleção masculina “Cheidepraquêisso”, que traz a ideia de exagero, absurdo, aglomeração, das montanhas e montanhas de matérias primas e até de produtos prontos, que estão parados, estocados, esquecidos em centenas de lugares, e que poderiam ter um destino comercial de fato. As peças apresentam recortes e mistura de texturas, em cores suaves, como o branco, o off-white e azul bebê. Na modelagem, destaque para as peças oversized, como macacões e camisas.



Já a MultMalhas trouxe os cantores Gustavo e Ana Júlia – esta última, ex-participante do The Voice Kids – cantando “Circle of Life”, do filme O Rei Leão, para apresentar o tema do desfile, África Natural”. Estampas de florais e folhagens grades, barrados, listrados de carias cores, e mix de estampas, poás, brilho, lurex, plásticos e transparências foram usados nesta linha. Destaque para os vários tipos de linho em cores e estampas, tons terrosos e crus representam essa tendência. Os shapes com bastante vazados, fendas e amarrações. Bolsos grandes e modelagens tipo cargo, abotoamento, lapelas, abas e reatas. Conjuntinhos coordenados em cores candy, calças pantalona e croppeds com cordões e esfiapados nos acabamentos, transpassados nos decotes. Ganham espaço também babados em camadas no tule e canelados leves. Pespontos e contrastes nas estruturas tipo alfaiataria. Nas cores, destaque para o lavander, lilás e tons adocicados.

A venda dessas obras será revertida para uma instituição filantrópica em Bié-Angola, cujo trabalho é direcionado a alimentação, assistência de saúde, escolaridade e ensino cristão a crianças em situação de pobreza. A Aldeia Nissi desde 2008 vem transformando e trazendo vida a essas crianças, que antes não tinham perspectiva nenhuma de futuro.




Já a Michelle Lingerie apostou em requinte na sua moda íntima. A renda aparece em peças sensuais, mas sem abrir mão do conforto. Os sutiãs aparecem em novos desenhos, que lembram tops, podendo ser usados até como outwear, e não só underwear. Entre as calcinhas, destaque para as hot pants. Na cartela de cores, preto, vermelho, branco e marinho. A Anny Evelyn trouxe apenas duas estampas – uma que lembra patchwork e uma floral tropical -, mas mostrou como se diferenciar através das modelagens, ora amplas, ora mais próximas ao corpo. As pantalonas e pantacourts ganharam amarrações frontais. Para neutralizar, tops croppeds pretos no estilo ciganinha.




A Maria Bella uniu o vintage e o moderno na sua linha de moda praia, mas que vai para o dia a dia na forma de body. O preto e branco apareceu com força total, aliado a estampas de poás dos mais diversos tamanhos. Babados de todos os tamanhos tiveram destaque, em cores como o roxo e o verde menta, em lycras acetinadas, no estilo dos anos 80.




O último desfile da noite foi da Iska Viva, que inovou ao trazer apenas uma estampa, de folhagens, em todos os seu itens de moda praia. O maiô com recortes ganhou várias versões, e, entre os biquínis, o hot pant marcou presença. Mas destaque mesmo foi para a performance das modelos, que dançaram ao som de Ludmilla, assim como a proprietária da marca, Vera Carvalho, que apareceu de maiô no fechamento da fila. Encerraram a programação o grupo Vitrini Cultural do Centro de Convivência dos Idosos, com muito frevo no pé, e o cantor Renato Marinho, com MPB e pop rock no seu repertório.

Neste sábado (29), o destaque é a cantora e apresentadora Gaby Amarantos, que integra a programação em dose dupla: com o talk show “Diversidade e inclusão na moda: estratégia de mercado e empoderamento” e com um show da sua mais nova turnê, “Sou + Eu”. A banda Plano Base também sobe ao palco no EMP. Na passarela, desfilam Zuzinha Kids, AB&C, Projeto Coletivo Criativo (Sealive, PJW Jeans, Adepto Jeans, Use Mais, Top Camuflado, Nacan, F&A Jeans, Lua&Mar Surf Wear, Duque Pólo, Atrevida G, Júlia Plus Size, Sagatta, Gizele Lingerie, Disgri Lingerie & Modeladores, Joseane Fashion, Maddu Jeans e Sarah Fitness) e Makital. Os alunos da Faculdade Senac Caruaru mostram a coleção “Cavalo Marinho do Mestre Salu”, e os da Faculdade Senac Recife, a “No banco tem o quê? Tem ganzá, tem rabeca e tem Salu!”, ambas homenageando o músico Mestre Salustiano. O evento começa à 19h30 e é gratuito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário