sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Jornal do Commercio destaca luta das entidades santa-cruzenses em prol da duplicação da BR-104


A edição do Jornal do Commercio desta sexta-feira (21) destacou a movimentação das entidades representantes do comércio e da indústria de Santa Cruz do Capibaribe pela retomada da duplicação da BR-104, principal rodovia do Polo de Confecções, paralisada há mais de cinco anos.

Veja a matéria na íntegra:


Polo de Confecções cobra duplicação da BR-104

Há cinco anos, os produtores do Polo de Confecção e a população do Agreste pernambucano esperam pela conclusão da duplicação da BR-104. Iniciada em 2009, a obra deveria ter sido entregue em 2011 mas enfrentou problemas de projeto e de envolvimento das empresas em investigações da Polícia Federal. A rodovia liga os municípios de Caruaru, Taquaritinga do Norte, Santa Cruz do Capibaribe e Toritama e é considerada estratégica para o desenvolvimento do Polo.

Na semana passada, representantes do Polo participaram de reunião na superintendência regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e receberam a informação de que o governo do Estado está autorizado a relicitar a obra. A estrada é uma obra do governo federal, mas com execução estadual e contrapartida financeira de 20% dos cofres pernambucanos.

"A rodovia é um dos principais gargalos do Polo, que já sofre com a falta de água e de segurança. A região gera 150 mil empregos e isso é mais do que os 120 mil postos de trabalho de toda a indústria automobilística do País. O governo do Estado precisa nos reconhecer e nos tratar com a prioridade que deveríamos ter", defende o presidente do Moda Center Santa Cruz, Allan Carneiro. Moda Center, CDL, Associação de Empreendedores e Associação de Contabilistas participam do movimento "Duplica já", cobrando a conclusão da obra.

Segundo Carneiro, passam 30 mil veículos por dia pela BR-104. "Quando esse número ultrapassa 20 mil por dia já indica a necessidade de duplicação. Nos períodos de alta, o Moda Center chega a receber 150 mil pessoas por semana. Empresários de 57 cidades da região produzem para o Polo", destaca.

LICITAÇÃO

A Secretaria de Transportes de Pernambuco informa, por meio de sua assessoria de comunicação, que está finalizando o edital de licitação da retomada da obra da BR-104, mas não adiantou a data de lançamento. Esclareceu, ainda, que faltam ser duplicados 13 quilômetros de rodovia entre o município de Toritama e o distrito de Pão de Açúcar (em Taquaritinga do Norte), com orçamento estimado em R$ 90,2 milhões.

Além da BR-104, o Polo também aguarda a conclusão da obra de duplicação e restauração da PE-160, que está em fase de execução. A estrada estadual tem 12,15 quilômetros e está orçada em R$ 64,5 milhões, ligando o distrito de Pão de Açúcar ao município de Santa Cruz do Capibaribe.

O Dnit foi questionado pelo JC sobre a duplicação da BR-104, mas não respondeu à reportagem até o fim desta edição. "A não conclusão da obra vem impactando a região. Isso sem falar nas condições da estrada sem a duplicação. Nos dias de feira orientamos os clientes a evitar os horários de pico para fugir dos congestionamentos. Santa Cruz do Capibaribe também sofre com a falta de água. A cidade só tem água nas torneiras um dia no mês. Mesmo assim conseguimos produzir e gerar empregos", diz Carneiro. Os comerciantes também vêm pedindo ao Estado mais segurança para a região.


Nenhum comentário:

Postar um comentário