terça-feira, 9 de junho de 2015

Citepe inicia onda de demissões que pode atingir mais de cem funcionários

NO RASTRO DO LAVA JATO

Complexo Industrial Químico-Têxtil PQS. Foto: Hélia Scheppa/Acervo JC Imagem.
Sem conseguir atingir a meta de demissões voluntárias, a Companhia Integrada Têxtil de Pernambuco (Citepe), que compõe o Complexo Industrial Químico-Têxtil PQS, no Complexo Portuário de Suape, iniciou o processo de desmobilização nesta segunda-feira (8). Dezesseis profissionais foram demitidos e o número pode chegar a 106 funcionários.

As demissões, porém, não fazem parte do Plano de Desligamento Voluntário, que teve adesão de 81 pessoas. Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria de Fiação e Tecelagem de Ipojuca e Região, Rodrigo Rafael dos Santos, a meta da empresa é dispensar 187 trabalhadores até o dia 18 de junho.

Amargando prejuízos bilionários, a Citepe foi uma das empresas atingidas pelos escândalos de corrupção na Petrobras. A companhia contabilizou uma baixa de R$ 56,9 milhões devido à investigação da Lava Jato.

O balanço financeiro publicado pela empresa apontou prejuízo de R$ 2,66 bilhões em 2014 (1.132% maior do que o registrado em 2013).



Nenhum comentário:

Postar um comentário