quinta-feira, 4 de junho de 2015

Campanha de prevenção à Dengue e Chikungunya visita o Moda Center Santa Cruz


Ação do Governo de Pernambuco conta com panfletagem e exibição
de placas com dicas de combate ao Aedes aegypti 


DENGUE - É uma doença febril aguda, que pode ser de curso benigno ou grave, dependendo da forma como se apresente. É causada por um vírus RNA, sendo conhecidos quatro sorotipos: DENV1, DENV2, DENV3 e DENV4, que são transmitidos ao homem através de mosquitos do gênero Aedes, principalmente a espécie Aedes aegypti. Atualmente constitui um sério problema de saúde pública, especialmente nos países tropicais, pois as condições ambientais favorecem o desenvolvimento e a proliferação do mosquito. A transmissão da dengue é feita através da picada do mosquito fêmea (Aedes aegypti) infectado pelo vírus ao ser humano.


A dengue pode se apresentar clinicamente de quatro formas diferentes: Infecção Inaparente (sem sintomas visíveis), Dengue Clássica, Febre Hemorrágica da Dengue e Síndrome de Choque da Dengue. Destacamos que estas formas podem evoluir para o óbito.

Caso suspeito de dengue - Paciente que tenha doença febril aguda, com duração máxima de 07 dias, acompanhada de pelo menos dois dos seguintes sintomas: cefaleia, dor retro-orbital, mialgia, artralgia, prostração, exantema. Além desses sintomas, deve ter estado nos últimos quinze dias em área onde esteja ocorrendo transmissão de dengue ou haja a presença de A. aegypti.

Em caso de suspeita de dengue deve-se procurar a unidade de saúde mais próxima para atendimento médico. Iniciar a ingestão de bastante líquidos (água, sucos, chás e soro caseiro) e ficar atento aos sinais de alarme. É importante que os casos suspeitos e/ou confirmados de dengue sejam notificados às autoridades sanitárias municipais que desencadearão medidas de controle da doença.

Como não existem vacinas e nem medicamentos que previnam a doença, a forma mais adequada para a prevenção é evitar o nascimento do mosquito. A regra básica é não deixar a água, principalmente limpa, parada em qualquer tipo de recipiente. Para isso, são necessárias ações do governo, sendo importante o apoio da população sobre a prática de hábitos simples para o controle do mosquito.

CHIKUNGUNYA – Doença causada por um vírus do gênero alphavirus, transmitida por mosquitos do gênero Aedes, sendo Aedes aegypti e Aedes albopictus os principais vetores. É caracterizada por febre alta, dores articulares ou artrite intensa com início agudo, podendo estar associados à cefaléia (dores de cabeça), mialgias (dores musculares) e exantema (manchas avermelhadas na pele).

Os primeiros casos de chikungunya ocorreram na Tansânia, leste africano, entre 1952 e 1953, e de lá se espalharam pela África. Na Ásia, os primeiros registros foram entre 2004 e 2005 e no Caribe, 2013. Atualmente, a enfermidade já possui transmissão autóctone em países da África, Ásia, região do Caribe e Brasil.


Programa de Prevenção à Dengue e Chikungunya
Coordenação: Claudenice Pontes
Fones: (81) 3184.0217/0218
Fax: (81) 3184.0222
E-mail: dengue@saude.pe.gov.br



Nenhum comentário:

Postar um comentário