quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Síndico do Moda Center profere palestra em seminário de economia realizado pelo Diario de Pernambuco

Allan Carneiro é um dos 11 nomes convidados, que representam a cadeia produtiva econômica do estado. Dois deles integram o Governo de Pernambuco: Raul Henry, que está à frente da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, e Felipe Carreras, secretário de Turismo.


Cenário econômico do estado em foco

Seminário, idealizado pelo Diario de Pernambuco, vai reunir os principais setores produtivos do estado hoje, com a participação de seus representantes

 “A percepção atualizada do cenário econômico é essencial para quem toma decisões”, afirma Alexandre Rands, presidente do Diario, sobre a segunda edição do Panorama da Economia de Pernambuco, que ocorre hoje, das 9h às 17h15, no auditório do Banco Central. O seminário terá 10 painéis, todos comandados por especialistas dos segmentos agricultura e pecuária, indústria, sucroalcooleiro, automotivo, bebidas, óleo e gás, energia renovável, turismo/hotelaria, inovação, turismo, saúde, construção civil, confecções e energias renováveis. Cada apresentação terá 20 minutos de exposição na qual os palestrantes traçarão os resultados de 2017 em cada setor e quais expectativas para 2018. O evento é gratuito e acontece na Rua da Aurora, Santo Amaro.

“Nossa ideia é reunir em um único seminário todos os principais segmentos da economia pernambucana e trazer um registro escrito disso porque é difícil encontrarmos esse balanço em texto. É uma forma de ajudar aos empreendedores, gestores e profissionais do estado a traçarem estratégias para o próximo ano”, ressalta Rands. Segundo ele, o projeto, realizado em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (Sdec/PE) e a Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper), é destinado a estudantes, empresários e gestores públicos e interessados em economia e cenários econômicos.




A importância da inovação será uma das palestras centrais da tarde sob o comando de Emerson Zarour, diretor da MV, que tratará principalmente das áreas de saúde e educação. “A inovação é a mola propulsora da economia em qualquer cenário, mas num contexto de crise, ela é fundamental para a sobrevivência das marcas. Quem quer ser competitivo, tem que inovar. No Brasil, os bancos e as indústrias começaram a investir em inovação e tecnologia há mais de duas décadas. Por outro lado, há um atraso em setores como saúde e educação, então, precisamos correr atrás do prejuízo”.

Outra palestra que deve ser disputada será sobre energias renováveis, com Everaldo Feitosa, presidente da Eólica Tecnologia.  Para ele, as energias eólica e solar dominarão totalmente o futuro. “Acredito que, em 2030 ou 2040, a geração de energia a partir do carvão será banida do mundo e o Brasil vai ser autossuficiente na produção de energias renováveis”.

Fonte: Diário de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário