sexta-feira, 11 de março de 2016

Assembleia aprova projetos importantes no Moda Center Santa Cruz

Proposta de cessão de uso de área com a finalidade de levantar recursos para a execução de grandes obras foi amplamente aceita pelos condôminos

Foi realizada na noite desta quinta-feira (10), a primeira Assembleia Geral Ordinária do Moda Center Santa Cruz. Bastante participativa, a reunião discutiu todos os itens constantes da pauta do Edital de Convocação, além de vários outros assuntos abordados pelos condôminos.

O encontro começou com um vídeo apresentando as principais ações desenvolvidas pela Gestão 2014-2016. Em seguida, o síndico Allan Carneiro expôs a problemática das enxurradas que prejudicam o parque nos períodos chuvosos.


“Não estamos aqui para culpar ninguém por ter construído o Moda Center num local de risco. O nosso propósito é encontrar uma solução para resolver um problema que já se arrasta por 10 anos, e que pode trazer prejuízos bem maiores se tivermos aqui uma grande chuva”, disse Allan, que exibiu vários registros de alagamentos causados por chuvas de tamanho médio. A exposição precedeu a apresentação do projeto de construção de um canal pluvial na área frontal do Moda Center.

Foram apresentadas três opções para o levantamento dos recursos para a execução da obra. Em votação, os condôminos puderam escolher entre a) Cessão de área (venda de 48 boxes a serem construídos entre os novos e os antigos setores); b) Aplicação de taxa extra (rateio entre todos os condôminos); e d) Nenhuma das alternativas (item que implicaria na não-realização dessa e de outras obras, como o recapeamento asfáltico dos primeiros estacionamentos frontais, a construção de mais uma cisterna, a aquisição de câmeras de monitoramento e a edificação de um galpão para realização de eventos no Moda Center.

O resultado da votação:

Pela venda de boxes
Pela taxa extra
Nenhuma das alternativas
Nulos
Brancos
666
201
156
5
2

Total de votos: 1.030

Comissões acompanharão processo e aplicação dos recursos


Para fiscalizar todo o processo de construção, comercialização, assim como acompanhar os pagamentos e a aplicação dos recursos, foram formadas duas comissões, compostas por condôminos e dois membros da diretoria. Uma das comissões ficará a cargo dos leilões das 48 unidades a serem construídas e a outra fará o acompanhamento do projeto. Nesse primeiro momento, ambas acompanharão a finalização dos projetos e a consulta das empresas que executarão as obras.

Inscritos para as comissões:

Condôminos:
Eliaquim Alexandre de Moura (Setor Azul, Rua A, Box 64)
Flávio Monteiro da Silva – “Chico de Caréu” (Setor Laranja, Rua B, Box 11)
Antônio Carlos Batista Silva (Setor Amarelo, Rua B, Boxes 58 e 60)
Rinaldo Roberto da Silva – “Jovem” (Setor Verde, Rua K, Box 57)
José Antônio dos Santos (Setor Vermelho, Rua J, Boxes 102 e 104)
Alania Bento Imperiano (Setor Branco, Rua A, Boxes 65 e 67)
José Dalvino da Silva (Setor Laranja, Rua F, Boxes 13 e 15)
Sérgio Luciano Neto (Setor Vermelho, Rua K, Boxes 102 e 104)

Diretores:
Allan Carneiro - Síndico
Manoel Nunes Paulino - Conselheiro Consultivo

Condôminos puderam escolher uma das três alternativas propostas na cédula de votação

A diretoria informou que se algum condômino que, por algum motivo, não compareceu à assembleia de ontem, mas que queira compor as comissões, basta procurar o Centro Administrativo para se inscrever.

Após a finalização dos projetos, ficou definido que deverá ser dada ampla divulgação aos editais dos leilões dos boxes, a fim de afastar quaisquer suspeitas de favorecimento. Algumas regras já foram preestabelecidas na assembleia de ontem, como a limitação para a aquisição dos patrimônios (no máximo até dois boxes por CPF), os valores iniciais (R$ 70 mil os de esquina e R$ 50 mil os demais), assim como a forma de pagamento: entrada de 50% e o restante a ser pago em 03 parcelas.

“Foi uma assembleia bastante proveitosa, com grande participação, em que as pessoas participaram com críticas e sugestões... e o mais importante foi que chegamos a um consenso para que importantes obras sejam realizadas no parque”, disse Allan Carneiro.


“Acredito que a alternativa vencedora foi a mais interessante para todos já que em tempos de crise um fundo de reserva ou uma taxa extra não seria algo tão adequado nesse momento”, disse Dr. Jan Grünberg, advogado do Moda Center.


De acordo com o condômino Rinaldo Roberto, que comercializa no Setor Verde, Rua K, box 57, a assembleia foi bastante democrática. “Foi muito transparente e ordeira, com oportunidade para todos falarem. Agora, o que resta é cumprir o que foi decidido pela maioria, pois a assembleia é soberana”, disse o confeccionista.

Na assembleia desta quinta, além de outras deliberações, os condôminos também votaram pela proibição da permanência de reboques nos estacionamentos e oficializaram a cessão do espaço ocupado há quase 10 anos pelo Corpo de Bombeiros Militar.





Nenhum comentário:

Postar um comentário